SANTO VIVO - ESTUDOS BÍBLICOS
Origens da Igreja Batista

ORIGENS DA IGREJA BATISTA


Uma das maiores igrejas existentes na América do Norte é a denominação Batista, a qual conta com mais de vinte milhões de membros. Seus principais distintivos são dois: 1) Que o batismo deve ser ministrado somente aqueles que confessam sua fé em Cristo; por conseguinte, as crianças não devem ser batizadas. 2) Que a única forma bíblica do batismo é a imersão do corpo na água, e não a aspersão ou derramamento.

Os batistas surgiram logo depois da Reforma Protestante na Suíça, e espalharam-se rapidamente no norte da Alemanha e na Holanda. No início eram chamados de anabatistas, porque batizavam novamente aqueles que haviam sido batizados na infância. Na Inglaterra, a princípio, estavam com os independentes ou congregacionais, mas pouco a pouco tornaram-se um corpo independente. Com efeito, a igreja de Bedford, da qual João Bunyan era pastor, cerca do ano 1660, e que existe até hoje, considera-se tanto batista como congregacional.

História academicamente aceita sobre a origem das Igrejas Batistas é a sua incepção como um grupo de dissidentes ingleses no século XVII. A primeira igreja batista nasceu quando um grupo de refugiados ingleses que foram para a Holanda em busca da liberdade religiosa em 1608, liderados por John Smyth, um clérigo e Thomas Helwys, um advogado, organizaram em Amsterdã, em 1609. John Smyth discordava da política e de alguns pontos da doutrina da Igreja Anglicana da qual ele era pastor.  Após uma aproximação com os menonitas e, examinando a Bíblia, creu na necessidade de batizar-se com consciência e em seguida batizou os demais fundadores da igreja, constituindo-se assim a primeira igreja batista organizada. Até então, o batismo não era por imersão, só alguns batistas, por volta de 1642 adotaram oficialmente essa prática tornando-se comum depois a todos os batistas. A primeira confissão dos batistas, a Confissão de Londres de 1644, também foi a primeira a defender o imersionismo no batismo.

Depois da morte de John Smyth e da decisão de Thomas Helwys e seus seguidores de regressarem para a Inglaterra, a igreja organizada na Holanda desfez-se e parte dos seus membros uniram-se aos menonitas. Thomas Helwys organizou a Igreja Batista em Spitalfields, nos arredores de Londres. A perseguição aos batistas e a outros dissidentes ingleses, fez com que muitos emigrassem. O mais famoso foi John Bunyan, que escreveu sua obra-prima "O Peregrino" enquanto estava preso. Nos Estados Unidos, a primeira igreja batista nasceu através de Roger Williams, que organizou a Primeira Igreja Batista de Providence em 1639, na colônia que ele fundou com o nome de Rhod Island, e John Clark que organizou a Igreja Batista de Newport, também em Rhod Island em 1648. Em terras americanas os batistas cresceram principalmente no sul, onde hoje sua principal denominação, a Convenção Batista do Sul, é a maior igreja evangélica dos Estados Unidos.

Convém lembrar que os batistas da Inglaterra fundaram a primeira sociedade missionária moderna em 1742, e enviaram Guilherme Carey à Índia. A aceitação das igrejas batistas por Adoniram Judson e Lutero Rice, quando viajavam para a Birmânia, fez com que se organizassem a Convenção Geral Missionária Batista, em 1814. Desde então os batistas estado na vanguarda de todo esforço missionário e do êxito.

FORMA DE GOVERNO DA IGREJA BATISTA
Os batistas são congregacionais em seu sistema de governo. Cada igreja local é absolutamente independente de qualquer jurisdição externa, fixando suas próprias regras. Não possuem uma Confissão de Fé geral nem catecismo algum para instruir jovens acerca de seus dogmas. Contudo a batista é uma igreja unida, ativa e empreendedora em seu trabalho e mais leal aos seus princípios.

PRINCIPAIS GRUPOS BATISTAS

Convenção Batista do Sul
É uma denominação cristã com base nos Estados Unidos, em grande parte conservadora. A Convenção se tornou uma denominação separada em 1845 em Augusta, Georgia, seguindo uma divisão regional com os batistas do norte, em relação à questão da escravidão no Sul do país.

Ela se tornou a maior denominação batista do mundo e o maior grupo protestante da América com mais de 16 milhões de membros em mais de 42.000 igrejas. As igrejas da Convenção são evangélicas na doutrina e prática. Crenças específicas baseadas na interpretação bíblica podem variar de alguma forma, devido ao sistema de liderança da congregação, que dá autonomia às igrejas Batistas locais individualmente. Historicamente, os batistas têm um papel principal em encorajar a liberdade religiosa e a separação entre Igreja e Estado. Desde os anos 40, as igrejas da Convenção se espalharam para todos os estados e perderam um pouco de sua identidade regional. Ainda que continuem fortemente concentradas no Sul dos Estados Unidos, a Convenção tem igrejas-membros em todo o país, e possui 42 convenções estaduais.

Convenção Batista Nacional dos Estados Unidos da América
Esta organização tenta manter de pé o princípio tradicional batista da separação de Igreja e Estado. Sobre a questão de oração nas escolas, por exemplo, o Comitê argumenta que a oração é mais agradável a Deus quando oferecida voluntariamente, não quando o governo obriga o seu cumprimento.

AS MISSÕES BATISTAS
Convém lembrar que os batistas da Inglaterra fundaram a primeira sociedade missionária moderna em 1792, e enviaram Guilherme Carey à Índia. A aceitação das ideias batistas por Adoniram Judson e Lutero Rice, quando viajavam para a Birmânia, fez com que se organizasse a Convenção Geral Missionária Batista, em 1814. Desde então os batistas têm estado na vanguarda do esforço missionário e do êxito.

A IGREJA BATISTA NO BRASIL

Igrejas Batistas Independentes no Brasil
Têm a sua origem no trabalho da Missão de Orebro, um movimento Pentecostal-Batista na Suécia. O missionário Erik Jansson veio en 1912 para atender colonos suecos residentes no município de Guarani, Rio Grande do Sul, mais tarde o grupo espalhou-se por outros estados. Conta com pelo menos 70 mil membros filiados à CIBI (Convenção das Igrejas Batistas Independentes), com grande presença nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

Convenção Batista Nacional
Nasceu em 1958, quando foi aceito o batismo pentecostal por alguns batistas em Belo Horizonte. Em 1967, o Pr. Enéas Tognini organizou a CBN (Convenção Batista Nacional), reunindo 60 igrejas. Grande parte dessas igrejas denominam-se "Batistas Renovadas". Hoje, a CBN, segundo o IBGE, conta com 1.500 igrejas organizadas, 1208 congregações ou missões, e 390.000 membros espalhados pelo Brasil (dados de 2006). As maiores Convenções do país, a CBB e a CBN são filiadas à Aliança Batista Mundial.

Convenção Batista Brasileira
Possui vários colégios, seminários, orfanatos, faculdades, hospitais, centros de recuperação para usuários de drogas, todos mantidos em convênios com as convenções estaduais e/ou igrejas locais.

Na área da Educação Teológico-ministerial, atualmente são seminários oficiais batistas:

Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil (Recife-PE), o primeiro a ser organizado (é o mais antigo seminário teológico batista da América Latina);

Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil, (Rio de Janeiro, RJ);

Seminário Teológico Batista Equatorial (Belém, PA);

Seminário Teológico Batista do Nordeste (Feira de Santana e Salvador BA);

Faculdade Teológica Batista do Estado de São Paulo (São Paulo, SP);

Faculdade Teológica Batista Ana Wollermam localizado em Dourados, Mato Grosso do Sul;

Faculdade Teológica Batista do Paraná (FTBP), em Curitiba.

BATISTAS CONSERVADORES

A partir da década de 1930 surgiram grupos de cunho mais conservador e Batistas Fundamentalistas. Os mais importantes são:

Igreja Batista Conservadora, fundada em Bagé - RS;

Igreja Batista Bíblica Nacional organizou a Comunhão Batista Bíblica Nacional (CBBN) desde 1973, com cerca de uma centena de igrejas e congregações;

Igreja Batista Regular são pouco numerosos, concentram-se na América do Norte e Canadá.

BATISTAS CALVINISTAS

Há igrejas batistas que se proclamam também calvinistas, e são filiadas às diversas convenções ou simplesmente, independentes. No Brasil, há um grupo cujo objetivo é estreitar laços de comunhão entre seus membros, em geral filiados a igrejas batistas reformadas como a Comunhão Reformada Batista no Brasil.

BATISTA DO SÉTIMO DIA

Igreja Batista do Sétimo Dia, é a denominação evangélica sabatista mais antiga, de origem britânica e teuta, mas que no Brasil formou-se com dissidentes da igreja Adventista do Sétimo Dia que deixaram a denominação por não aceitarem os escritos da Sra. White como inspirados por Deus. Acabaram se afiliando a sede da Alemanha e assim, ex-membros de uma igreja que tomara a crença no descanso sabático emprestado dos batistas do sétimo dia, como a adventista, acabaram se unindo a um dos grupos que a originaram.

Existem também dezenas de Igrejas Batistas sem filiação, tais como a Igreja Batista da Floresta (MG), Filadélfia (RJ), Calvário em Niterói (RJ), ou ainda a Igreja Batista Missionária Central Petrolina, todas de orientação carismatico-pentecostal.

FONTE:

História da Igreja Cristã – Editora Vida 


FALE CONOSCO/PERGUNTA BÍBLICA